Publicado por: leoavalon | 29 novembro, 2008

Santa Catarina, a nossa Katrina? E Lula, o nosso Georghe W. Bush?

As chuvas de Novembro levaram Santa Catarina à situação de calamidade pública. O número oficial de mortos até esta sexta-feira já passava dos 100, além dos desaparecidos que em apenas uma cidade chegam a pelo menos mais 100. Mais de 78 mil pessoas tiveram que deixar suas casas, das quais 27 mil ficaram desabrigadas, ou seja, tiveram suas moradias destruídas. Cerca de 240 mil pessoas estão sem luz no estado. As estradas de acesso foram bloqueadas e pelo menos seis cidades permaneceram dias isoladas. As cidades mais atingidas estão localizadas em vales e sofreram justamente pelo deslizamento dos morros e montanhas próximas, que destruíram tudo que tinham pela frente. Estima-se que 99% dos casos de óbito foram de pessoas que morreram asfixiadas em soterramentos.

Nesse meio tempo, alguns moradores que custam a receber alguma ajuda, que sofrem nas filas esperando por comida e água, saquearam supermercados. As cestas básicas e água mineral enviadas pelo governo são totalmente insuficientes, obrigando milhares de pessoas, incluindo mulheres grávidas e idosos, a ficarem nas filas a espera de auxílio.

Porém, o mais incrível disso tudo é que, enquanto em Santa Catarina milhares de pessoas sofrem as piores dores da perda de tudo que tinham e passam fome e sede carentes de ajuda, os críticos e grande parte da população prefere ficar discutido de quem é a culpa ao invés de ajudar!

Em várias agênias de notícia li comentários de jornalistas comparando os desastres sofridos em Santa Catarina com o furacão Katrina que em agosto de 2005 assolou 5 estados nos EUA. A tempestade acabou sendo o maior desastre natural da história norte-americana. Mas ao desastre climático seguiu-se um outro. Um desastre de gerenciamento dos serviços de emergência. A ajuda às milhares de vítimas do furacão chegou tarde e de forma desorganizada. Esse cenário de filme hollywoodiano é bem semelhante realmente ao que vivemos hoje.

Da mesma forma, Lula vem sendo muito comparado à George W. Bush, devido a desorganização e a demora no atendimento à população. Poucas verbas liberadas, brigas entre governos, maior preocupação com o exército para conter os saques do que com a população faminta nas filas esperando ajuda…

A questão é que acabaremos gastando muito mais neurônios filosofando de quem é a culpa pelo desastre do que se nos mobilizarmos a fazer o mínimo para ajudar o povo que sofre. Desastres acontemcem, e a culpa vai acabar sendo humana! Desde a ocupação irregular, até a falta de planejamento urbanístico ou de ação do governo em infra-estrutura; vários fatores se somam para culminar nesse desastres. Cabe a nós agora ao invés de criticar o governo ou quem quer que seja, arregaçar as mangas e fazermos nossa parte. De imediato, devemos fazer algo para ajudar o nosso próximo.

Não adianta culpar o presidente, o governador, o prefeito, são pedro e o aquecimento global. Mas adiantaria muito, no futuro, cobrar medidas dos três primeiros e pensar bastante antes de entupir com lixo a rede pública de esgoto.

Fica aí abaixo uma sugestão. Vou ajudar através de uma grande amiga (Vanessa Costa) que é missionária no Sergipe. Ela me enviou todas as informações necessárias. Leia na imagem abaixo:

sos-santacatarina-blog

Notícias completas em tempo real sobre Santa Catarina no site da Folha:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/especial/2008/chuvaemsantacatarina/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: